twitter

EDUCAÇÃO



Existem algumas dicas que podem ser usadas para potencializar bastante os estudos, ajudando aqueles que se encontram perdidos e encontram dificuldades nos estudos, principalmente em disciplinas como Matemática, Física e Química. Vamos a elas:
1) A primeira e talvez a mais importante de todas as dicas é que estudar não pode ser feito de maneira passiva. Isto quer dizer que é preciso querer estudar e, principalmente, que ao estudar é necessário querer aprender. O estudo quando feito de maneira passiva torna-se penoso e rende poucos resultados, já que o conhecimento é transmitido quase que “goela abaixo” para o aluno. Um estudo feito de maneira ativa é essencial. Estudar de forma ativa é estudar buscando o conhecimento, é estudar de forma vigilante, tentando não deixar nada passar de forma despercebida. Estudar de forma ativa pode não parecer fácil e, em um primeiro instante, pode até parecer cansativo, mas com um pouco de disciplina e prática este nível de estudo é alcançado, os resultados obtidos através de um estudo ativo fazem com que o esforço desprendido seja plenamente recompensado. Mas como estudar de forma ativa? As próximas dicas ajudaram a responder esta questão.
2) Estudar requer concentração. Procure estudar em um ambiente tranqüilo e longe de possíveis fontes de distração, como TV, rádio, ou mesmo pessoas que distraem sua atenção. Pense que sempre haverá tempo para os momentos de distração, assistir uma TV ou curtir as pessoas que você gosta, porém, a hora de estudar deve ser respeitada e obedecida.
3) Estudar requer disciplina. Como foi dito no item anterior: hora de estudar é hora de estudar. Quando fingimos que estamos estudando só enganamos a nós mesmos, e isto nos leva a uma grande perda de tempo e frustração. Jogue limpo com você, estabeleça um período do dia para seus estudos. Procure encontrar seu melhor horário para estudar e crie uma rotina de estudos.
4) Estude com o coração. Quando digo “estude com o coração” quero dizer que você deve colocar seu coração nos seus estudos, isto é, todo seu ser e atenção, aliás, como deveríamos fazer com tudo em nossas vidas. Pode acreditar, alcançam-se melhores resultados estudando uma hora por dia com toda sua energia e atenção, do que estudando um dia inteiro de forma ausente.
5) Ao estudar localize-se dentro da disciplina que está estudando. Anote e procure sempre saber qual é o assunto que está estudando. Isto pode parecer óbvio para algumas pessoas, mas há outras que costumam não fazer a menor idéia de qual é o nome do assunto que estão estudando. Este tipo de pessoas, quando questionadas, por exemplo, sobre qual é o assunto que estão estudando em Matemática, costumam tentar explicar ou descrever a matéria, quando conseguem fazê-lo, ao invés de falar o nome do assunto que está em estudo. Um exemplo disso foi de um aluno, que completamente perdido em seus estudos, disse estar estudando um assunto, onde tinha que encontrar valores para x em uma equação, após usar um monte de “fórmulas” cujo nome ele não se recordava, quando o que ele queria dizer é que estava estudando equações do segundo grau.
6) Continuando ainda a questão da localização nos estudos, mas sob um novo ponto de vista, ao estudar procure saber quais são os pré-requisitos do assunto que está sendo estudado.Certos assuntos requerem o conhecimento prévio de outros, caso contrário corre-se o risco de ficar completamente perdido e não entender o que está sendo estudado. Isto é como perder o início de uma piada e, ao final da mesma, não compreender o porquê todos riram menos você. Muitas pessoas não conseguem aprender certos assuntos exatamente por lhes faltar certos pré-requisitos. Caso você verifique que existem certos conceitos dentro do assunto que você está estudando, que você não se recorda mais ou ainda não aprendeu, volte atrás e faça uma revisão ou um novo estudo. É preferível dar um passo para trás, para em seguida prosseguir com consciência e segurança, do que correr o risco de sacrificar todo o conhecimento relacionado a um conceito mal aprendido.

7) Identifique os conceitos novos. Quando estamos aprendendo conceitos novos, corremos o risco de não assimilá-los de imediato. Neste caso, ao contrário do que deve ser feito com os pré-requisitos, devemos avançar com a matéria, pois os conceitos novos são melhores assimilados com o desenvolvimento do assunto, a medida com que eles são abordados, explicados e relacionados com outros conceitos já estabelecidos, ou seja, quando os conceitos novos se tornam familiares para nós.

8) Ao estudar escreva tudo que for realmente novo para você. Escrever é uma boa técnica para ajudar na assimilação de um conhecimento novo. Escreva o que for realmente novo para você, não perca tempo copiando páginas e mais páginas de assuntos que já lhe são familiares. Ao escrever procure usar as suas palavras, ao invés de copiar literalmente o texto que está estudando.
9) Sempre que for possível faça desenhos, esquemas, diagramas, tabelas, gráficos ou qualquer outro recurso que possa ajudar na visualização de seu objeto de estudo, às circunstâncias e relações envolvidas. Isto se aplica tanto ao estudo do texto quanto à resolução dos exercícios.
10) Ao estudar não deixe de fazer os exercícios e questões relacionadas ao assunto estudado. Os exercícios, muito além de indicadores do conhecimento assimilado, são parte integrante na formação do conhecimento de um assunto. Por esta razão, não encare os exercícios e as questões sugeridas pelos professores, ou em um livro texto, como se fossem objetos à parte, com um papel secundário no aprendizado de um novo assunto. Há exercícios que explicam muito mais do que páginas e páginas de texto. É claro, no entanto, que é imprescindível a leitura do texto e em seguida, como parte intrínseca do aprendizado, a resolução dos exercícios propostos. Resolver exercícios é de fundamental importância ao aprendizado, principalmente em se tratando de disciplinas como Matemática, Física e Química. Além de tudo que já foi dito, existem erros conceituais, ou mesmo a ausência do conhecimento de certos conceitos, que só são detectados durante a resolução de exercícios, quando descobrimos que erramos a resolução ou mesmo quando vemos que não sabemos nem mesmo por onde começar uma resolução. Desta forma, a resolução de exercícios é de fundamental importância no aprendizado e na verificação de possíveis falhas do aprendizado. Uma boa dica de estudo é começar a resolver os exercícios, pelas questões já resolvidas pelo professor ou por exercícios resolvidos em um livro texto. Leia e estude as resoluções como parte integrante do texto, em um primeiro momento. Assim que terminar este estudo, volte e tente resolver, você mesmo, os exercícios resolvidos, sem recorrer à resolução do professor ou do livro. Caso sinta dificuldades, releia novamente o texto, busque os elementos do texto que possam ajudá-lo na resolução. Enquanto estiver tentando resolver o exercício por você mesmo, não recorra à resolução do professor ou do livro, recorra novamente à resolução somente se for absolutamente necessário, depois que todos os recursos anteriormente citados já tiverem se esgotado.
11) Faça exercícios e questões selecionados de uma maneira racional. Os exercícios e questões devem ser escolhidos e organizados de forma a favorecer a evolução dos conceitos e em um número adequado para favorecer a fixação destes conceitos. Fazer exercícios sem uma correta seleção, em exagero e de forma repetitiva não é estudo e sim adestramento, além de levar a um enorme desperdício de tempo e energia. Muito mais importante que a quantidade é a qualidade dos exercícios que nos propomos a resolver.
12) Nunca desanime. A vitória não é alcançada sem esforço e determinação. Disse o grande inventor Thomas Edson que seu sucesso era devido a 99% de transpiração e 1% de inspiração, ou seja, o sucesso é fruto de muito trabalho. Lembre-se que grandes realizações demoram um certo tempo para serem construídas, não se ergue um edifício da noite para o dia. É necessário força para superarmos a inércia que nos mantém presos a uma condição de acomodação e nos projetarmos à frente, em busca de novas possibilidades. Todos sabem que grandes jornadas começam com um primeiro passo. Sabemos também que aqueles que se dispõem a subir em uma montanha são recompensados ao chegarem ao topo por uma belíssima vista. Então não desanime nunca, continue seus estudos mesmo se encontrar grandes dificuldades pelo caminho, os desafios servem para consagrar nosso esforço, ao fim sua persistência será recompensada por grandes conquistas e realizações.
Espero que estas dicas possam ajudar aqueles que se encontram perdidos ou em dificuldades em relação aos estudos. Se este artigo lhe for útil, faça seu comentário, compartilhe com seus amigos e colegas de estudo.

Desejo a todos muito sucesso nos estudos!
FONTE: http://www.mundovestibular.com.br

0 comentários:

Enviar um comentário